Olá Usuário/Convidado, é um prazer tê-lo no fórum, Cadastre-se ou faça Login Utilizando o Facebook, aqui é um fórum de diversidades, espero que goste. Abraço.

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 »  » Tópico de Letras!

Tópico de Letras!

Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 14 de 14]

391 Re: Tópico de Letras! em Ter Out 07, 2014 12:52 pm

Renato Luiz

avatar
Thaês escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

LOL q satanás é esse

kkkkkkkkk essa é massa po

http://egocerebral.blogspot.com

392 Re: Tópico de Letras! em Seg Nov 03, 2014 8:56 pm

A.L.

avatar
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

descobri o nome depois do The voice da semana passada Notbad bro

393 Re: Tópico de Letras! em Sab Nov 08, 2014 1:03 pm

Edison

avatar

A Culpa É De Quem?
Planet Hemp

Trabalho oito horas, sete dias por semana
Só por fumar uma erva, eu vou entrar em cana?
Deputados cheiram bebem e não vão para prisão
Por que é ilegal?
Eles que lesam a pátria e sou eu o marginal
Não, não seja alienado, eles falam que faz mal
E você aceita calado? Procure se informar
Uma erva natural não pode te prejudicar
Quem de nós está errado?
Você consome essas merdas e eu fumo um baseado
No que você pensa então?
Eles pegam a palmatória e você estende a mão
Desde pequeno você é induzido a fumar
Induzido a beber, ouvindo a TV falar
Diga não às drogas, use camisinha e pare de brigar
Mas beba muito álcool até sua barriga inchar
O que você tem na cabeça?
Tudo que eles te falam, você acha uma beleza
Aprenda a dizer não, pense um pouco, meu irmão
Você tem medo de quem?
Eu fumo a minha erva e não faço mal a ninguém
A culpa é de quem? A culpa é de quem?
Portugueses escravizaram e mataram nosso irmão
Militares torturaram e não foram pra prisão
Eu fumo minha erva, me chamam de ladrão
Os negros já fumavam a erva antes da África deixar
Mas os senhores proibiram por não querer nos libertar
E os senhores de hoje em dia estão proibindo também
Se o pobre começa a pensar parece que incomoda alguém
Crianças crescem nas ruas, não confiam em ninguém
Escondem nossa cultura, referência ninguém tem
O país tá uma merda e a culpa é de quem?
A culpa é de quem? A culpa é de quem?
A culpa é de quem?
Eles roubam no planalto e não pensam em ninguém
Manipulam as leis e vêm com papo furado
Tudo que incomoda eles, eles dizem estar errado
Então quem é o marginal?
Crianças morrem por sua culpa e eu que vivo ilegal
Tenho que me esconder por uma coisa natural
Enquanto eles metem a mão na maior cara de pau
Não vou ficar calado porque está tudo errado
Políticos cruzam os braços e o país está uma merda
Trabalho pra caralho e fumo a minha erva, aí eu te pergunto
A culpa é de quem? A culpa é de quem?

394 Re: Tópico de Letras! em Seg Nov 17, 2014 12:05 pm

White

avatar
Quem forma em Letras é linguista.

http://www.rockandtudo.com

395 Re: Tópico de Letras! em Ter Nov 18, 2014 5:55 pm

A.L.

avatar
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

396 Re: Tópico de Letras! em Sex Dez 26, 2014 9:52 pm

Gabo

avatar


Trrrrrr t t t trr prr brr trr brr frotte une brrit à ta Bzzt
la stache mou dans l'moute qui broute le booty de ta brue
de ta b b b bru dans la b b b broue de ton cul cul qui mousse
'cule un mout' cule un mout cule un mout
brosse le poussy de ta psy qui te traque trique traque trr prr brr trr brr frotte la brrit à ta bzz bzz
masse le boudha qui farfouille et se glisse dans ton uuuuu
yo mamie ma mie ma yo ma yo
bi bi bi biatche
yo ma mie ma mie ma yo yo ma mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
fl fl fl fla fla drrt fla drrt fla flatule moi dans l'urètre
Souffle moi dans les branchies chies ma mie yo
pète moi dans l' prépus ma puce, dans la fionosphère on s'turlute la frritt avec des brosses à clit clit clit clit clit clit clit clit clit mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
zob zob zob zob zobi glousse la mule à ma- mie yo
foule de mamelles mi moles qui zoukent dans la niole à ton pote j'encule !
Des faces de ionf bouyavent des bulbes de bé- trave
foulele molele moulele follele euh !
trap trip trap trr prr brr trr brr, frotte une brrit à ta bzzt
trappe à mini mini mimiches qui suent de la suze
yo mamie mamie ma yo ma yo yo mamie yo mamie yo mamie yo ma mie mamie ma yoyo ma mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
b b b bouboule boule de ioule
souillée yeah dans la bi bi bile
6 9 easy bocca culo cinquanta mila stachemou dans l'sky matricule dans ton uuuuu
chtorrr ouaich ! chtorrr ouaich ! chtorrr ouaich ! mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
Mange le le fouille yeu le fend le le le souille le mamie yo ! Souille le mamie yo ! Bis bis bis bis... souille le muda frrit frrit
trrr t t t trr prr brr trr brr, frotte une brritt à ta bzzt
chantonne la fouffe folâtre pour une grosse mous- tache
mous mous mous mou drrt mou drrt bzzt mous mous drrt mou muss es sein es muss ein,
laisse toi sépou la
mou mou mou mou mou mou mou mouille de mouette gobe des mouillettes de nibs en bob ricard trempées dans la bouse de muse lèche toi les papilles lèches toi les mamie yo mamie yo mamie yo mamie mamie ma yoyo ma mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
Mange le le fouille yeu le fend le le le souille le mamie yo ! Bis bis bis bis...

397 Re: Tópico de Letras! em Dom Dez 28, 2014 10:52 am

Gabo

avatar
Ó, amigos, não nesse tom!
Em vez disso, cantemos algo mais delicioso
cantar e sons alegres
Alegre! Alegre!

Oh Alegria, sois Divina
bela filha de Elísio
tornais ébria a Poesia
inspirais Dionísio
Nem costumes, nem tradição
vos reduzem o Encanto
criais no mundo, um mundo irmão
insuflais o nosso Canto
Feliz de quem já ganhou
um forte abraço de um amigo
Quem de vós já conquistou
uma doce mulher, cante comigo
Mesmo vós que só conquistastes
das divindades, só uma alma
mas se já na Alegria falhastes
ficai só em tédio e calma!
Alegria bebem todos os seres
No seio da Natureza;
Todos os bons, todos os maus,
Seguem seu rastro de rosas.
Ela nos deu beijos e vinho e
Um amigo leal até a morte;
Deu força para a vida aos mais humildes
E ao querubim que se ergue diante de Deus!

Alegremente, como seus sóis voem
Através do esplêndido espaço celeste
Se expressem, irmãos, em seus caminhos,
Alegremente como o herói diante da vitória.

Abracem-se milhões!
Enviem este beijo para todo o mundo!
Irmãos, além do céu estrelado
Mora um Pai Amado.
Milhões, vocês estão ajoelhados diante Dele?
Mundo, você percebe seu Criador?
Procure-o mais acima do Céu estrelado!
Sobre as estrelas onde Ele mora!

(Beethoven - 9ª sinfonia)

398 Re: Tópico de Letras! em Seg Dez 29, 2014 3:17 pm

Vítor

avatar


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

de 10 a 0 em 2112 do Rush Notbad q

399 Re: Tópico de Letras! em Ter Jul 07, 2015 9:02 pm

Gabo

avatar


"Quem deixará sua marca?" O capitão gritou
"Brindemos ao diabo
Degustaremos a bebida em taças de ouro
E alimentaremos o mar com fantasmas
Vejo que sua fome por fortuna
Poderia ser melhor aproveitada sob minha bandeira
Se vocês tiverem estômago para a borda do navio
Embarquem, meus belos rapazes
Leva-los-ei e os tornarei
Tudo o que você sempre sonharam."

"Preparem rápido as armas, pois nesta noite navegaremos
Quando a maré alta inundar a baía,
Cortem as cordas e esquadrinhem as jardas
E deixem a bandeira negra se inflar
Os turcos, os árabes e os espanhóis
Em breve terão moedas no lugar de olhos
E qualquer outra fantasia reprimida
A tomaremos de surpresa
Leva-los-ei e os tornarei
Tudo o que vocês sempre sonharam."

Seis dias longe da costa cubana quando foi avistada uma vela à frente
"Um galeão da frota do tesouro", o observador no topo do mastro gritou
"Mais próximos do vento," o capitão de olhos insanos rosnou
"Pois cada homem que estiver vivo esta noite carregará ouro a bordo."
"Poupem-nos," o galeão implorou, mas o rosto de misericórdia se foi
Sangue escorreu de almas que gritavam, na colheita dos sabres
Conduzido à parte mais alta do navio, o último sobrevivente tombou
"Ela é nossa, meus garotos," o capitão sorriu "e não restou ninguém pra contar história."

O capitão levantou-se de um divã de seda
Com uma pistola em punho
Atirou na tranca de um baú de ferro
E beijou um rubi vermelho sangue
"Dou-lhes jóias de turquesa
Um crucifixo de ouro maciço
Cem mil peças de prata
Exatamente como previ
Vocês veem diante de si
Tudo o que sempre sonharam."

Ancorados em uma baía azul anil iluminada pela lua
Com olhos dourados, ao redor do fogo os ladrões do mar se deitaram
Pela manhã, conchas brancas e uma flauta de argila
Quando o vento escondeu suas pegadas
Eles já estavam bem longe.

"Nossas velas enfrentaram as ondas conforme desbravamos todo o mar
Seguindo um vento a estibordo para vivermos como quisermos
Com as perversas mulheres de olhos selvagens da cidade de Portobello
Onde nos foi contado que uma sacola de ouro
Pode comprar uma coroa pra qualquer homem
Eles lhes servirão e lhes vestirão
Troquem seus trapos pelos mantos aveludados dos reis."

"Quem brindará comigo?
Dou-lhes a liberdade
Esta cidade é nossa esta noite."

"Taverneiro, traga o melhor vinho
Sirva copos para matar a sede dos cães do mar
Dois longos anos de ossos e praias
Febres e sanguessugas fizeram o pior que podiam
Então encha a noite com o paraíso
Traga-se pêssegos e carne de pavão até eu estourar
Mas, primeiro... Eu quero um toque suave no lugar certo
Quero me sentir como um rei esta noite
Dez mulheres vestidas de negro para abater o francês
Tire os cães daqui, dê quartos para que eles se vão
Agora abra o doce portão do paraíso
Esta noite verei se o paraíso queima
Ver como ela arde... ela queima
Quero um anjo numa coleira de ouro
E vou cavalgá-la pelas estrelas
Esta será a última vez por um longo tempo
Pois ao amanhecer, embarcaremos..."
Na subida da maré da manhã
Mais uma vez o oceano chorou...

"Esta companhia retornará algum dia
Apesar de sentirmos que suas lágrimas são o preço que pagamos
Pois ha prêmios a serem tomados e glória a ser encontrada
Cortem as correntes, preparem rápido suas almas
Estamos a caminho do Eldorado...
Leva-los-ei para sempre juntos
Até que o infermo clame por nossos nomes..."

"Quem brindará comigo
Ao diabo e ao profundo mar azul
O ouro faz um homem sonhar!"

400 Re: Tópico de Letras! em Qua Jul 22, 2015 1:23 am

Satur(n)days

avatar
"I know what hands are for
And I'd like to help myself"
Se é que vc me enten

401 Re: Tópico de Letras! em Dom Fev 21, 2016 10:49 am

Otávio

avatar
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

402 Re: Tópico de Letras! em Sab Abr 02, 2016 9:26 am

Gabo

avatar
James LaBrie - Slightly Out of Reach

Trabalhando tanto
O que você tem tirado disso?
Compromisso, tem muitas coisas boas
Mas não tem tempo para descansar
E você está exausto

No momento, parecia que você nunca iria ser
Esse tempo irá chegar

Tirados daqueles
Você poderia estar aqui, você observa
Mas você não faz parte de nada de lá
Os dias e os anos estão passando
Quase um homem
Com suas possessões mundanas
A coroa acima de ti em toda sua glória

Dirigindo por aí
Sobre aquelas mesmas ruas
Você soube por muito tempo
Girando em círculos
Sem uma frente em sua frente
Você está muito longe

E todos os sinais estão o alertando
Uma rua sem saída

Tirados daqueles
Você poderia estar aqui, você observa
Mas você não faz parte de nada de lá
Os dias e os anos tem passado
Ficado velho
Com suas possessões mundanas
A coroa acima de ti em toda sua glória

Sem certeza se você sabe
Mais, do que você sente agora
Olhando para traz quando você sonhou
Que poderia ser qualquer coisa que quisesse
É muito difícil apenas deixar passar

Por muito tempo
Você não esteve aqui, você observou
Mas não era parte de nada de lá
Os dias e os anos se passarão
Agora você é velho
Com suas possessões mundanas
Desmoronando
Agora todo o seu tempo foi desperdiçado lá
Eles se mudaram
E você não era parte de nada de lá
Os dias e os anos passarão
E você é velho
Com suas possessões mundanas
Tudo desmoronando ao seu redor
E toda sua glória

(Essa tradução tem erro pra caramba mas vai assim mesmo Foda-se )

403 Re: Tópico de Letras! em Seg Abr 17, 2017 6:34 pm

Gabo

avatar
Sem nuvem, uma calma sonolenta
A Terra em mormaço que é esfriada por uma brisa suave
E árvores com folhas sussurrantes
Somente dias intermináveis sem zelo
Nada deve ser feito

Silencioso como um dia pode ser
Sons distantes de outras pessoas em sua corrida escolhida
Como eles fazem todas essas coisas que eles sentem para dar a vida algum sentido
Mesmo se eles são sem graça

É hora de acabar com este sonho, devemos voltar ao mundo real
Como revelado por luzes laranjas e uma atmosfera esfumaçada

As árvores e eu estamos abalados com o mesmo vento, mas enquanto
As árvores perdem suas folhas murchas
Eu só não consigo deixá-las soltas
E elas não podem me refrescar com os ventos quentes do sul
Oh eu me sinto como um alienígena, um estranho em um lugar estranho

Agora a luz está desaparecendo rapidamente
Chances escapam, o tempo virá a passar
Quando não haverá nenhum
Então, viciado em um veneno perfumado
Traído por seu sabor
Oh vamos perder a maravilha e não encontrar nada em troca
Muitos são os substitutos, mas eles são impotentes por conta própria

Cuidado com o pescador que está jogando sua linha
Em um seco leito do rio
Mas não tente dizer a ele 'porque ele não vai acreditar em você
Jogue um pouco de pão para os patos em vez disso, é mais fácil dessa maneira
Eu me sinto como um alienígena, um estranho em um lugar estranho

As árvores e eu estamos abalados pelo mesmo vento, mas enquanto
As árvores perdem suas folhas murchas
Eu só não consigo deixá-las soltas
E elas não podem me refrescar dos ventos quentes do sul

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 14 de 14]

Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14

 »  » Tópico de Letras!

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum